Turismo

O que fazer em Cartagena das Índias.

Ah! Cartagena! Cidade colombiana dos ritmos latinos! Sim, a cidade da cúmbia e da salsa. A cidade dos ceviches e carpaccios. Das fachadas floridas e coloridas , do calor tropical e dos passeios nas vielas coloniais.

Está planejando uma viagem a essa cidadezinha litorânea, que foi cenário das guerras espanholas e é conhecida por suas muralhas fortificadas? Vem comigo que eu te digo tudo o que fazer!

Vielas de Cartagena das Índias.

Quantos dias ficar em Cartagena?

Bom, essa é uma pergunta um tanto quanto pessoal, mas acredito que 3 dias sejam suficientes para conhecer toda a cidade, não só a Cidade Murada mas o restante também (Getsemaní e Bocagrande), ou 5 dias para quem deseja estender seu passeio às praias (Playa Blanca ou praias particulares – confira Gente de Mar) e quem sabe o vulcão El Totumo.

CIDADE AMURALHADA

A primeira coisa a fazer, com certeza, é explorar a Cidade Amuralhada e todos os pontos turísticos que o centro histórico tem a oferecer. Esse lugar é cartão postal da cidade e não é á toa, não! Hoje ela é considerada patrimônio mundial da UNESCO. Você irá se encantar  por todo o charme colonial da década de 30 que essa cidade tem a mostrar!

1) Plaza de Santo Domingo

DICA: comecei e terminei todos os meus passeios pela Plaza de Santo Domingo.  Essa praça fica na região central, então além de conhecê-la, você pode distribuir seus passeios a partir dali. (inclusive, tornando-se ponto de referência, toda a vez que se perder por entres as ruelas da cidade).

Gorda Gertrudis – Botero. Praça Santo Domingo.

Nesta praça fica a famosa estátua de Botero, A Mulher Gorda, renomado artista colombiano que se destacou por fazer esculturas de pessoas gordinhas.

Ali fica a Igreja de Santo Domingo, de estrutura rústica em pedra e portas de madeira. O centro da praça é tomado por mesas pertencentes aos restaurantes que tomam todo o seu entorno.Durante a noite, torna-se um lugar muito gostoso para sentar, assistir as danças típicas dos artistas de rua e comer aquele prato de comida local.

Plaza de Santo Domingo, Igreja ao Fundo. Apresentação de artistas de rua colombianos.

 

DICA: Os restaurantes da praça são bons e muito movimentados, mas se você caminhar nas ruas que ficam ao redor, encontrará diversas outras opções mais apetitosas e pelo mesmo preço.

2) Caminhar sobre a Muralha. 

A muralha foi a resistência de guerra dos espanhóis, construída para proteger a colônia dos ataques de navios sofridos em mares caribenhos. Ir até lá e caminhar por sobre seus muros te faz sentir voltar ao tempo. De um lado observa-se o mar e do outro as casinhas coloniais por ela protegidas.

Muralhas de Cartagena.

DICA: Evite caminhar por aqui nos horários mais quentes do dia, entre 12:00 h e 13:00 h. O sol realmente queima e não há abrigo para se esconder!

Você verá várias janelas que possibilitavam a vista para o lado de fora da muralha e que também serviam com portilha para os canhões de guerra. E, eventualmente encontrará portas, baixinhas que permitem o acesso à praia.

3) Pôr do sol em Café del Mar

Baluarte das Muralhas.

Aqui nas muralhas que fica o Café (bar) mais famoso de Cartagena, o Café del Mar. Localizado estrategicamente em frente ao mar, é aqui que acontece um dos pores de sol mais lindos que você presenciará! Sim! Chegue por volta das 16:30 h. Dependendo da época do ano, aconselho a fazer reserva. Lá, fica realmente cheio!!! O Bar  fica aberto até as 24 h, aproximadamente.

Cafe del Mar, Cartagena. Observe ao fundo o baluarte, a bandeira e os canhões.

4) Catedral de Cartagena

Essa é a principal catedral de Cartagena, aquela, famosa das fotos. Foi construída em 1577 e demorou quase 85 anos para ser construída. Para quem gosta, é possível visitá-la e assistir a uma de suas missas diárias. Eu, como não sou muito chegada no assunto, preferi visitá-la à noite, sua cúpula fica toda iluminada dando uma visão fantástica de sua estrutura.

La catedral . Calle de los Santos de Piedra, Cra. 4, Cartagena, Bolívar, Colômbia.

5) Torre del Reloj (Torre do Relógio)

Esse é outro marco importante na história de Cartagena, e para quem contratou tour partiular, é desse ponto que eles costumam partir. A Torre do Relógio está na divisa entre a cidade amuralhada e a cidade convencional. Para quem pretende sair das muralhas, esse é o principal caminho.

Torre del Reloj (estátua de Simón Bolivar) .Em frente, a Plaza de los Coches.

DICA: A vida noturna  aqui em volta é bastante intensa, com vários bares temáticos e  chopeiras artesanais. Para quem pretende fugir dos bares convencionais e mais “na modinha”, esse é o lugar!

6) Passeio de Carruagem

Ah! Assunto polêmico esse! Bom, vou dar a minha visão sobre esse tour, depois, cada um com sua consciência decide o que fazer, ok?

O passeio de carruagem é feito principalmente durante a noite e novamente te remete ao tempo colonial. Os cocheiros vão andando pelas ruas da Cidade Amuralhada e contando a história das construções e as colonizações, é realmente incrível. Você terá uma noite movida aos candelabros e lanternas da cidade.

fachadas de Cartagena.

Li vários relatos sobre os animais serem maltratados, caindo na rua, à exaustão. GENTE! Não vi absolutamente nada disso! Sou a pessoa mais maluca por cavalos que existe, não apoio turismo animal exploratório! Fui a Ásia e fiquei completamente longe dos elefantes exatamente por esse motivo! Então, vamos lá! Segue a minha visão:

Passeio de Carruagem – Plaza de Santo Domingo

Primeiramente, os animais são gordinhos, trabalham principalmente à noite e puxam carroças de 4 rodas (Sim, eles não carregam sacos de cimento com carroças de duas rodas que içam o animal para cima, muito pelo contrário! Carregam pessoas e as rodas da carruagem distribuem o peso sobre a própria carroça e não sobre o dorso do cavalo). Os cavalos são bem tratados e sequer usam freios em suas bocas.  A cidade costuma parar à meia noite. Isso significa que se houver trabalho das 18 às 24 horas (o que não acontece, porque tem muito mais carroças que turistas), dariam 6 horas de trabalho. Enfim! Minha visão. Cada um sabe do seu pensamento.

Existem vários sites que vendem previamente o passeio que inclui a janta também. Eu achei carissímos os preços cobrados. Em média as cias costumam cobrar U$ 60, 00 por pessoa.  E ainda, fazem pressão falando sobre a importância de reservar o tour antecipadamente porque pode ficar indisponível na data.

Realidade: Se você estiver com família, tiver o dinheiro disponível, senta bala!DICA: O que você pode fazer é fechar o passeio com a janta diretamente no seu hotel. Vai sair muito mais em conta. Acreditem! E tem várias carroças disponíveis.

Ou, DICA: eu não estava nem um pouco afim de gastar esse dinheiro com o passeio. Na Plaza Santo Domingo, ao anoitecer um pouco mais, fui ao Cocheiro e negociei diretamente com ele um passeio mais rápido, só para ter o gostinho de passear. Ele me levou ao meu hotel, dando uma volta na cidade por R$ 30,00. Obs: As carroças só andam na cidade amuralhada. Se você estiver hospedado lá, pode fazer o mesmo que eu.

7) Hard Rock Café Cartagena

Sim!!!! Cartagena tem essa rede! Aos colecionadores de Hard Rock pelo mundo, esse também não pode faltar. Eu, não comi lá, apenas tomei dois chopps e aproveitei para fugir do calor e ficar fresquinha no ar condicionado. A fachada também é colonial e lá dentro é realmente lindo!

Poço dos desejos – Hard Rock, Cartagena. Plaza de la Aduana.

Além disso, fica em frente à Praça da Aduana e a Torre del Reloj, mais um dos pontos turísticos de Cartagena.

8) Palácio de La Inquisición e Santuário de San Pedro Claver

Além de caminhar e se perder pelas ruelas da Cidade Amuralhada, entre uma praça e outra, visite também o Palácio da Inquisição, que tem exposição de equipamentos de torturas referente à época Inquisitora e o Santuário de San Pedro de Clever, que foi escravo e agora é considerado o Santo dos escravos.

POR FORA DAS MURALHAS

Vamos agora descobrir o que fazer fora da Cidade Amuralhada, que também há diversas opções de turismo!

1) Castillo San Felipe de Barajas

O castelo fica bem próximo à cidade Amuralhada e pode ser alcançado a pé. Bem na lateral do Castelo de São Felipe tem o monumento dos Sapatos Velhos, que dá uma senhora de uma visão ao Castelo. Aproveite para tirar uma foto lá!

Monumento a Los Zapatos Viejos. Ao fundo, Catillo de San Felipe.

O Castelo é considerado a maior obra espanhola militar moderna e era um ponto estratégico de guerra no período da colonização. Esse ponto não pode ficar de fora do seu roteiro! A visita se dá de segunda a domingo, das 08:00 às 18:00. O valor de entrada é 17.000 COP. (Aprox. 22 reais).

Canhão de Guerra – Castelo San Felipe de Barejas.

DICA: Leve água! Você irá subir vários degraus e, só há loja de conveniência no topo do Castelo, até lá você passará muito calor! A cidade é muito abafada, e o castelo, por ser de pedra e concreto, acaba sendo mais quente ainda. Você vai precisar de preparo físico!

Essa fortificação é cheia de túneis e salas escondidas, tire pelo menos duas horas para subir e descer por entre suas paredes escondidas. Não deixe de chegar ao topo! O Castelo foi construído em uma colina e a visão lá de cima é incrível!

Guaritas de vigia – topo do Castelo de San Felipe.

3) Convento de Las Popas

Esse convento fica mais afastado da cidade, em uma montanha, bem no alto de Cartagena. Para chegar lá é necessário ir de Táxi, a corrida, a partir da cidade amuralhada dá aproximadamente R$ 30,00 (ida e volta). É cobrado 8.000,00 COP de entrada e você pode ficar o tempo que quiser.

Convento Las Popas.

A realidade é que o convento é bem pequeno,  e não há muito que explorar, exceto pelo hall central, este da foto, que deixa a visão muito bonita.

Mas, o melhor de ir até lá é que  esse mosteiro serve como mirante e, proporciona uma visão de cima de toda a cidade de Cartagena, você poderá observar o mar, os portos e a cidade, desde o centro histórico aos modernos prédios de  Bocagrande.

Mirante de Las Popas. Cartagena lá embaixo.

4) Getsemaní

Guetsemaní é o antigo bairro escravo de Cartagena, nesse lugar você verá muros grafitados com pinturais culturais que remetem á cultura afro- colombiana.  Fica próximo à Cidade Amuralhada e é fortemente conhecido pelas baladas noturnas. Aqui, você terá mais contato com o povo local e o seu dia à dia.

Muros grafitados de Getsemaní.

5) Bocagrande

Bocagrande está do lado oposto à Cidade Amuralhada, é o bairro mais moderno de Cartagena. Lá você encontrará todos os grades prédios estruturados, as lojas de grifes e os hotéis luxuosos.

Praia e Bocagrande ao fundo.

Para quem não tem tempo de visitar as demais praias colombianas e quer ter um contatinho com o mar, esse é o lugar. Aqui, as pessoas podem curtir o por do sol nas areias da praia.

DICA: Se você tem mais tempo em Cartagena, visite outras praias. As praias da cidade, apesar de banhados por mar caribenho, não tem aqueles tons de águas claras e areias claras. Aqui, a praia é bem convencional ( Leia o meu post sobre Gente de Mar e Playa Branca).

Gostou das dicas do roteiro de Cartagena? Vem comigo que tem mais! Aqui vai o post sobre tudo que você precisa saber antes de ir:

https://dcpm.com.br/cartagena-das-indias-co-o-que-saber-antes-de-ir/

Gente de Mar, uma ilha caribenha pertinho de Cartagena:

https://dcpm.com.br/gente-de-mar-uma-ilha-caribenha-pertinho-de-cartagena/

Libriana, concursada e maluca por viagens! Ama sua mochila e não dispensa um carimbo no passaporte! Meta de vida é dar a volta ao mundo. Quer estar em cada pedacinho dele. Trintona, não pensa em casar e ter filhos. Só pensa em viajar! Gosta de gente e não dispensa uma boa festa. Cômica ,falante e muito direta! Quer incentivar as pessoas a tomarem coragem e meterem a cara nesse mundão! Afinal, a vida está lá fora! BORA! @aninha_rnct