Turismo

Guia Patagônia: El Calafate e Glaciar Perito Moreno

Aaaah a Patagônia, nome que causa suspiros tanto dos que foram, quanto daqueles que ainda sonham em conhecer. Me perguntaram assim que cheguei na primeira cidade se eu que escolhi o destino ou o destino que me escolheu; no meu caso eu sei que as minhas viagens em geral não são escolhidas por mim e sim pelas oportunidades, pela vida e até mesmo por promoção de passagens (que é a maioria dos casos), mas me surpreendi que todas as demais pessoas que estavam lá responderam o mesmo que eu: a Patagônia que me escolheu.

Parece clichê, e talvez até seja (afinal todo o clichê é clichê por alguma razão), mas dentre várias opções, todos nós estávamos lá ansiosos esperando o dia seguinte para começar o que seria uma das melhores viagens da minha vida.
A cidade escolhida como base para a primeira parte foi El Calafate fica no sul da Argentina, na província de Santa Cruz, e é considerada a capital nacional dos glaciares. Fica na base dos Andes e termina no lago Argentino, deixando a cidadezinha ainda mais charmosa. Uma característica peculiar é o cheiro de lavanda que paira no ar, isso porque em todos os cantos têm lavandas e rosas, colorindo e harmonizando com as casas rústicas.

Essa cidade é base para visitar o Glaciar Perito Moreno, localizado no parque nacional dos glaciares a menos de 80 km de El Calafate. O Perito Moreno é um dos mais conhecidos e imponentes, além do curioso fato de estar continuamente avançando à medida que o gelo desce das montanhas. Esse avanço provoca o desprendimento de blocos de gelo gerando barulhos fenomenais quando os blocos caem no lago. Sua frente possui aproximadamente 5 km e a altura do glaciar é em média 60 m a cima do nível da água, equivalente a um prédio de mais de 20 andares. Da para imaginar o barulho que dá quando um bloco se desprende, né!

Com o avanço constante do glaciar, aproximadamente a cada 3 ou 4 anos ele chega ao continente, formando uma parede entre um lado e outro do lago. Com esse bloqueio o nível da água aumenta no lado da nascente, a pressão exercida contra o glaciar produz infiltrações que fragmentam o bloco. Conforme a água bate contra a parede de gelo, vai “cavando” e por fim rompe bom parte da estrutura de baixo e forma uma ponte entre o continente e o glaciar, nivelando os dois lados no lago novamente. A formação da ponte e a sua posterior queda é um dos fenômenos mais aguardados e únicos no mundo.

O parque possui 5 km de passarelas com acesso a cadeirantes, permitindo observar a beleza desse lugar de vários ângulos. As passarelas são autoguiadas e os caminhos são divididos por cores, assim você caminha sem medo de se perder! Ainda possuem mirantes em níveis diferentes que permite contemplar o glaciar com suas montanhas cheias de neve. No estacionamento tem uma cafeteria bem aconchegante ótima para tomar aquele chocolate quente para esquentar.


Para os aventureiros é possível fazer o mini trekking pelo glaciar, com exigência física média, terreno irregular, porém firme. Esse passeio só ocorre entre os meses de agosto a maio. O parque ainda tem um passeio de barco pelo lago chegando bem próximo aos blocos de gelo. O valor da entrada do parque não inclui estes passeios, sendo interessante agendar com antecedência.

Sem dúvidas você utiliza um dia inteiro conhecendo e desfrutando das belezas do Perito Moreno, é aconselhável levar um lanche ou algum almoço pois os passeios não incluem. Para chegar lá você pode ir de ônibus partindo do aeroporto ou da rodoviária; existem várias agências de turismos vendendo pacotes com transporte; e, claro, de carro. Saindo de El Calafate, seguir pela Ruta 11 até a península de Magalhães, onde iniciam as passarelas.

Qual a melhor época pra ir?

Eu fui início de maio, no meio do outono já puxando para o inverno, é interessante nesse período por não ter tantos turistas, as atrações estarem mais vazias e tranquilas, e pelo contraste maravilhoso das folhas vermelhas e amarelas do outono com o azul do gelo e da neve. Mas não por isso que as demais épocas não sejam tão lindas quanto, só atentar ao período de realização do mini-trekking caso tenha interesse.

Independente da época, do mês ou do frio, esse é um destino que com certeza não irá de arrepender!

 

Roteiro:

@giomanfroi
@naomeesperaprojantar

Links úteis:

Folk Hostelhttps://folkhostel.com/el-calafate
Mini trekkinghttp://hieloyaventura.com/HIELO2015/minitrekking-port.html

Gaúcha, 25 anos, formada em Biomedicina. Viajante pelo mundo, já tive a oportunidade de desfrutar das belezas de 26 países e pretendo aumentar ainda mais esse número. Amante de novas descobertas, culturas diferentes e pessoas cheias de histórias. Dizem que quem não viaja lê apenas uma página, não é? Bora ler o livro todo!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.