Gili Trawangan, pedacinho paradisíaco na Indonésia.

Gili Trawangan, pedacinho paradisíaco na Indonésia.
8 de fevereiro de 2018 Aninha Ronceto

Ah! Gili Trawangan! Carinhosamente apelidada de Gili T., arranca suspiros com suas águas maravilhosamente azuis e cristalinas e por suas areias branquinhas, branquinhas! Sim, considerada uma das ilhas paradisíacas da Indonésia, Gili T faz parte de Lombok e fica a duas horas de fast boat  (barco rápido) de Bali. Essa ilha é detentora de paisagens estonteantes e um dos pores de sol  mais lindos que eu já presenciei!

swings e o pôr do sol em Gili T., Lombok, Indonésia.

Para quem quer ter a experiência de relaxar em frente ao mar com aquela visão cinematográfica, esse é o lugar!

Vamos lá,  a Indonésia é constituída por mais de 17 mil ilhas! Dentre elas, as mais conhecidas são: Bali, Komodo, Sumatra, Bornéu e, as Ilhas Gili! Sim, Gili T tem mais outras duas irmãs menores, Gili Meno e Gili Air, cada uma com suas características específicas.

Gili T é a maior delas, mais badalada e mais estruturada, é a ilha dos Resorts e da vida noturna, para quem quer (deixo isso bem claro, porque não necessariamente você vai á ilha para festar).

Gili A. é menos badalada e digna para aqueles que realmente querem se afastar do borburinho e relaxar. Gili M. é a menos estruturada mesmo! Existem poucos restaurantes e hospedagens na ilha, é para quem curte uma vibe bem alternativa, natureza total! Dizem que é a mais linda delas.

Mapa das Ilhas Gili, Lombok, Indonésia.

E por que Gili T, Ana? Primeiramente,  o lugar mais conhecido e  procurado pelos viajantes na Indonésia é Bali, e apesar de a ilha ser incrível e as praias terem paisagens bem diferentes, com templos e rochas, a areia e a cor da água não tem esses tons azuizinhos que dão aquele toque ao mar.

Gili T. O lado da praia mais habitado tem vários desses barcos ao longo da costa.

Além de tudo, Bali é em sua maioria hinduísta e em Gili T. são muçulmanos, o que dá toda a diferença à ilha.  Não há adornos e casas rústicas na estrutura hinduísta, com imagens e flores nas ruas.Então peguei o barco e fui ter novos ares e contato com novas culturas.

Bom, então vamos começar do começo:

COMO CHEGAR A GILI T – FAST BOAT

O acesso à ilha se dá apenas por barco e para quem sai de Bali, o porto mais próximo à Gili T e mais barato, por consequência, fica em Padang Bay. Aproveite para sair de Ubud, se for visitar o interior e não da Região de Semyniak ou Depensar,  que é mais perto.

DICA: Compre antes o ticket do Fast Boat, fica muito mais em conta e combine apenas o transfer de ida e volta. Eu, deixei para comprar lá e foi uma luta! O hotel estava tentando cobrar U$ 180,00 por pessoa com transporte e o ticket. (O barco até lá é salgadinho, aproximadamente 1.580.00,00 IDR , R$ 380,00).

Vista do barco, a caminho de Gili T. Eu que quase não falo, fiz amizade com os meninos que trabalhavam no barco e fui de “camarote” no segundo andar, tomando cervejinha ainda!

Os barcos são realmente muito quentes, um pouco apertados, vão cheios e demoram para sair do porto, leve água! Muita gente passou mal pelo calor, principalmente porque a ventilação também é ruim.

CHEGANDO EM GILI T.:

A chegada é pela água, não há trapiche para o desembarque. Então vá preparado! Você irá molhar os pés. E mais, tente deixar as malas maiores em um Locker ou na guarda do hotel antes de partir para Gili. Acredite, você não vai querer carregar malas aqui.

Letreiro de Gili T., Ponto de chegada e partida da ilha.

DICA: O mar têm muitos resquícios de corais, andar descalço é praticamente impossível. Leve water shoes (sapatos de água) ou Crocs, que não sai do pé. Evite chinelos!

Eu, teimosa, não quis colocar e levei um tombo tão lindo na água, porque dói de verdade andar, que fiquei com uma “bochecha” rosa no bum bum o resto da minha estadia! Me ralei inteira.

LOCOMOÇÃO:

Há!  Não há carros e aquela agitação das ilhas grandes. Você caminhará muito a pé, de bike ou até com as carroças, que são o principal meio de tração da ilha. E que loucura são essas carroças! Todas coloridas e com sinininhos, o barulho delas é bem marcante e , de tanto escutá-las,  acaba sentindo falta quando vem o silêncio. Até os cavalos são enfeitados! Estão por toda a parte, disputando espaço entre elas e conosco!

Carroças- Gili T.Olhem o caos ao fundo! Os cavalinhos andam cheios de pinduricalhos e sininhos. São pequenininhos e não param.

Mas, apesar de lindas, são caras! DICA: Toda vez que precisar, separe 20 reais! Sim! É quase um padrão de preços e não adianta negociar! Ou melhor, não negocie! eles ficam ofendidos! Gili T. não é como Bali.

Aqui é um lugar realmente quente o dia inteiro e também durante a noite, a média é de 32º, isso tudo sem um ventinho. Se você se sentir preparado, pode alugar uma bicicleta e revirar a ilha todinha pedalando.

Bikes e o azul da água!

Lembrando que a ilha não é grande!

ONDE SE HOSPEDAR:

Os hotéis à beira mar não são os mais baratos da Indonésia, não. Mas comparados aos preços do Brasil… Vish! São realmente baratos!!! Eu escolhi um Resort de frente para o mar e próximo à área de embarque e desembarque dos barcos,  fiquei no Good Heart Resort e paguei a fortuna de 115, 00 reais! Rs, rs!

Visão chatíssima do meu hotel.

DICA:  A água encanada não é doce. Nos hotéis mais simples ela vem salgada mesmo e nos Resorts é salobra. Isso inclui água de torneira, chuveiro e piscina.

J.l Pantai, Gili T.

Eu escolhi ficar em J.l Pantai, o lado mais movimentado, pelo custo beneficio. Como disse, o transporte pelas carrocinhas não são baratos então preferi evitar usá-los.

Ficando nesta região, a maior parte das atrações podem ser feitas a pé. Eu pude caminhar por todos os lados, em 5 minutos de caminhada tive acesso aos bares e restaurantes. Em 30 min. fomos até os balanços famosos da ilha, saindo do cenário urbano e caminhando pelas ruinhas de areia e margeadas por árvores.

Além disso, meu hotel disponibilizou toda a estrutura para mim, desde o café da manhã maravilhooso, incluído, à lanchinhos fora de hora.  E pude usar as espreguiçadeiras na praia! Que trabahão né?!

Good Heart Resort : Atum de lanchinho da tarde. Aprox. R$ 15,00.

O lado oposto da ilha é mais calmo e super vibe natureza, para quem prefere o sossego é o ideal.  Para ir às baladinhas, desse lugar também é um pouco longinho, cerca de 40 min caminhando.

O QUE FAZER EM GILI T. :

A minha DICA é: tente pelo menos pernoitar uma noite em Gili T. Fazer o bate e volta encurta demais o tempo disponível para aproveitar a ilha. Você gastará muito tempo em transporte, muito dinheiro em transporte e não vai conseguir aproveitar quase nada! Dois dias são suficientes para você “conhecê-la”.

A primeira coisa obrigatória é curtir o mar. Mesmo para queles que não gostam de entrar na água, dá ficar umas horinhas na praia, apensas observando o movimento nas estiradeiras. A maioria dos hotéis à beira mar já deixam as cadeiras na areia, o seu único trabalho é deitar lá e relaxar. Se na sua hospedagem não tiver esse benefício, use e abuse dos bares e restaurantes que também disponibilizam lugares na praia em troca de consumação.

Além disso, dá para alugar pranchas de paddle e equipamentos de mergulho. As lojinhas estão espalhados ao longo de todas as ruas beira mar, assim como caiaques. Para aqueles que preferem mergulho, alguns dos hotéis disponibilizam até a piscina para treinamento. Dá para contratar os serviços na hora mesmo e em grupos pequenos, até 3 pessoas.

Vá aos mercados da ilha : Mercado de Gili Trawangan e Mercado Noturno de Gili Trawangan.  Se você gosta de frutos do mar e peixe, se esbalde comendo! A comida é realmente barata, mesmo sendo considerado um ponto turístico caro. Atum é tipo batata frita! Têm em todos os lugares e fresquinho! E com preço de porção de fritas!

Mercado Noturno. Pedi um pedaço de respeito de Atum para comer e ainda pedi para tirar foto.

Bom, como eu comecei dizendo, o sunset aqui foi um dos mais lindos que eu já vi. E realmente é.  A paisagem pouco à pouco vai se transformando, o céu fica com tons de lilás, em contraste, o mar em tons mais escuros de azul. É realmente uma visão e tanto! Caminhe com calma…

entardecer em Gili T.

Você pode curtir o entardecer  nos bares em frente ao mar, com música ao vivo (eles cantam meio mal, confesso, mas as canções são todas conhecidas e não tem como ficar fora de clima!),  aproveite e cante também!

Outra opção é sentar-se nos puffs, confortavelmente, na areia esperando o sol descer. Ah! As lanternas dessa ilha! Todos os lugares são iluminados por aquelas lanternas “estilo chinesa” que dão um ar leve e relaxante ás noites de Gili T.

Não pode faltar a tal foto nas balanças famosas dessa ilha, não é mesmo!? E não é a toa também, a visão é incrível. DICA: Observe a maré e pergunte aos locais qual o melhor horário para ir até lá, mesmo porque, se o mar estiver alto, os assentos ficam cobertos pela água. DICA:Leve seus water shoes! Chegue antes do horário, tem fila para foto! E tire mais de um foto! Eu tirei pela tarde, água cristalina! E uma ao por do sol, brincando com o jogo de sombras.

entardecer nas swings – balanços de Gili T.

Entre nas ruelinhas, conheça o ” interior” ilha. Veja a população local e seus hábitos. Como eu disse, eles são muçulmanos e a religião está no dia a dia dessas pessoas. Você verá as mocinhas e mulheres com trajes típicos tampando os cabelos e os braços, você os verá orando 5x ao dia e escutará os cantos que os chamam a oração. E ainda, poderá perceber o quão simples a população local pode ser, morando em casinhas de sapê.

Casinhas no interior da ilha.

E por falar e população, que povo abençoado! As pessoas são extremamente doces e solícitas, sempre dispostos a ajudar, se preocupam com você e seu bem estar. Perguntam seu nome e te tratam por ele. É a verdadeira sensação de se sentir amado! Fiz várias amizades e é impossível não ficar encantado com o tratamento que te é dado!

Essas menininhas são a coisa mais fofa que alguém pode ser!

Separe um pedacinho da sua noite para visitar a mesquita Masjid Agung Baiturrahman. Ela é inteira branca e iluminada e durante a noite fica com uma visão sensacional, mais um pedacinho de cultura para levar na sua memória! Afinal, Gili T. não tem apenas praias e bares!

Masjid Agung Baiturrahman, Mesquita de Gili T.

Eu tive momentos inesquecíveis nesta ilha! Espero que vocês também possam ter! Gili T.: um pedacinho paradisíaco da Indonésia!

Gostou desse post? Leia também:

Sudeste Asiático, quais países visitar?

https://dcpm.com.br/sudeste-asiatico-quais-paises-visitar/

O que esperar da Tailândia – Bangkok.

https://dcpm.com.br/o-que-esperar-da-tailandia-bangkok/

O que esperar do Camboja – Siem Reap

https://dcpm.com.br/o-que-esperar-do-camboja-siem-reap/

Perrengue na Tailândia:

https://dcpm.com.br/perrengue-na-tailandia/