Turismo

Como viajar gastando pouco: Dicas para tornar sua viagem dos sonhos uma realidade

“Quem vê foto no instagram, não vê os miojos que a gente come”. Quem nunca ouviu uma frase como essa? Mas atenção! Existem muitos jeitos de economizar em uma viagem que vão muito além do tradicional miojo.

Eu, particularmente, acho miojo até “caro”, considerando custo, benefício e quantidade. Mas chega de conversa fiada e vamos logo para essas dicas sensacionais que vão deixar sua viagem bem mais em conta, sem deixar de ser glamorosa!

1. Onde ficar:

Existem muitas maneiras de economizar na hospedagem. Para quem viaja sozinho ou até com amigos, as opções de hostel valem muito a pena, sem considerar que esses lugares são cheios de outros viajantes sozinhos. Com certeza um lugar perfeito para conhecer pessoas diferentes.

Eu sempre pego os quartos compartilhados, geralmente cada hospede possui um armário ou locker para deixar os itens de maior valor. Rara as vezes em que tive algum problema com outra pessoa do quarto. Hostel acaba sendo uma ótima opção pelo preço de acordo com a localização.

Para os viajantes que buscam mais privacidade, podem avaliar os quartos privativos dos própios hostels. Porém, se buscam tranquilidade além da privacidade, as opções de airbnb vieram com tudo! Esse site traz várias opções de apartamentos ou casas inteiras com preços acessíveis e possibilidade de hospedar um número considerável de hospedes. Dessa forma, o airbnb é uma excelente opção para grupos grandes e para famílias também!

Um bônus: no airbnb existe a opção de aluguel somente do quarto, deixando ainda mais barata a estadia.

Outra opção bem utilizada é o famoso couchsurf. Uma plataforma digital que hospeda os viajantes na casa dos locais, ficando em sofá, quartos vagos e assim por diante. Uma alternativa semelhante é a clássica “troca de hospedagem”. Se você conhece alguém na cidade que você vai visitar, não custa nada perguntar se tem um espacinho por alguns dias. Claro que o favor é no estilo vai e volta. Pode até parecer estranho pedir isso ou até aceitar “estranhos” para ficar na sua casa de graça. Mas é uma ótima forma de conhecer melhor as pessoas e a cidade visitada! Nada como ter uma pessoa local para te mostrar os melhores cantinhos.

Para os mais aventureiros e, claro, dependendo de onde for a viagem, a dica é o bom e velho camping. Normalmente saem bem mais barato do que as outras opções, mas tem que atentar na infraestrutura do lugar, como se tem cozinha e banho quente. Se não tiver, também não é o fim do mundo! Pode levar um fogareiro e um botijão de camping.

A escolha de onde ficar precisa levar em consideração os objetivos da viagem, o local e quem vai viajar com você. Pode ter certeza que não vai ter erro!

2. Onde comer:

Nada de miojo, aqui se come bem! Em todas as opções de hospedagem citadas a cima possuem uma cozinha. Sim, uma cozinha! O melhor jeito de economizar na comida é ir no mercado e comprar os mantimentos para fazer em casa. Normalmente quando eu viajo eu faço o café da manhã e já aproveito para montar um sanduiche/wrap bem recheado para o almoço. A ideia do almoço é ser prático, não necessitar esquentar e poder comer em qualquer lugar. Imagina almoçar na frente daquele monumento onde só existem restaurantes caros e não pagar nada por isso?

Existem varias combinações de ingredientes para fazer do sanduba uma comida muito gostosa. A internet ta cheia de ideias fáceis, práticas e que sustentam. Eu, por exemplo, curto muito fazer com frango desfiado, cenoura ralada, maionese, alface e tomate. Uma delicinha!

Para a janta depende do quanto se está disposto a gastar. Eu gosto de conhecer a culinária dos locais que eu visito, para que isso não se torne uma facada, eu pesquiso em blogs, sites, falo com amigos, leio diversas opiniões e escolho um ou dois restaurantes que foram recomendados. Muitas vezes encontro restaurantes não tão populares entre os turistas, escondidos nas ruelas, com preço justo e deliciosos!

3. Como conhecer os lugares:

Eu não sou muito adepta de excursões, gosto de pesquisar as cidades, conhecer as lendas, o que é diferente e levar o meu tempo para apreciar tudo. Entretanto, muitos lugares podem passar batidos se não tem o conhecimento histórico para entender eles.

Uma opção muito boa são os free walking tours. Eles funcionam da seguinte forma: existe um ponto de encontro e a hora de saída. Normalmente são as 10h e as 14h, mas pode varias de acordo com a cidade. Pode encontrar esses guias na internet, nos anúncios dos mapas de papel e, claro, no local onde está hospedado.
Esses guias são ótimos e trabalham a base das gorjetas ao final do tour. Dessa forma, todo o passeio é bem interessante, bem explicado e até interativo. Como o tour é de graça, não entram nas atrações. Mas se algum lugar te interessar durante esse passeio, é só anotar e ir depois (já conhecendo toda a história).

Já encontrei uma vez até um free bike tour. Com os mesmos princípios, mas eles emprestavam uma bike para acompanhar eles. Então de quebra já tinha duas experiências em uma: conhecer a cidade e a sua história, e andar de bike pelas ruas.

Outra maneira de economizar, é pesquisar bastante! Sim, ler informações na internet ajuda muito. As dicas são fundamentais para se organizar tanto financeiramente, quanto no tempo. Por exemplo, algumas cidades possuem passes para muitas de suas atrações. Esses passes possuem um valor fixo, mas que considerando o valor da entrada de cada um separadamente, sairia muito mais caro. Outros casos são aqueles que não possuem ingresso disponível para compra no dia, tem que realizar a compra pela internet. Saber disso, já poupa muito o seu tempo.

4. Transporte:

Mais uma vez pesquisar é a melhor dica. Dependendo da época, até viagens de aviões podem ser mais baratas. Ficar atento a promoções é sempre uma boa pedida. Para isso existem alguns aplicativos que ajudam, como o Melhores Destinos que avisam quando tem promoção ou preços mais baixos; o próprio site Decolar possui a opção de emitir alertas quando os valores forem menores.
Para procura dessas passagens eu também gosto de utilizar o skyscanner e o webjet, e comparo os valores com os próprios sites das empresas. Todo esse esquema demora um certo tempo, mas a economia vale muito. Mas nem só de avião que se viaja!

Há muitas opções de trens e ônibus por aí. O bom de pesquisar antes é saber se os valores tendem a aumentar ou diminuir se comprar na hora. Assim, os horários não ficam engessados, permitindo mais liberdade para desfrutar a sua viagem!

Para os amantes das estradas, não há nada melhor que uma boa roadtrip. Ao contrário do que se pensa, viajar de carro é uma das opções mais em conta que tem. Tudo depende do valor do aluguel do carro e da gasolina obviamente. Sem contar com a beleza das estradas que existem por aí. Sendo por vias litorâneas ou pelas montanhas, uma roadtrip é uma roadtrip.

5. Planejamento:

Ao meu ver o planejamento é a parte mais excitante de todo o processo. Para isso o excel vai ser seu melhor amigo. Nele pode organizar todos os custos fixos da viagem e ainda prever as variáveis. Aqui em baixo tem um modelo que eu gosto bastante.

Dados fictícios para fins de demostração

A ideia do planejamento tanto de custos quanto de roteiro, não é engessar a viagem, não é ser rígido. Bem pelo contrário, é ter ciência das possibilidades de cada lugar, é economizar. É conhecer a história, suas lendas e até descobrir aqueles pontos não tradicionais. Para isso, de novo, pesquisar!

As dicas que existem por aí ajudam muito, só basta avaliar quais são os seus interesses e ver o que se encaixa no teu perfil. Acredite, todos os lugares têm atrações para todos os gostos.

Malas prontas? Partiu realizar aquela viagem dos seus sonhos!

Gaúcha, 25 anos, formada em Biomedicina. Viajante pelo mundo, já tive a oportunidade de desfrutar das belezas de 26 países e pretendo aumentar ainda mais esse número. Amante de novas descobertas, culturas diferentes e pessoas cheias de histórias. Dizem que quem não viaja lê apenas uma página, não é? Bora ler o livro todo!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.