Turismo

Tudo sobre Cartagena das Índias

Ah! Colômbia! Terra maravilhosa no nortão da América do Sul! Se você ainda não conheceu esse pedacinho de terra colorido e super latino, vêm comigo que eu te dou as dicas! Vamos começar por Cartagena das Índias e tudo que você precisa saber antes de ir!

“Colombia tierra querida!
Colombia te quiero, te adoro, te siento “

Cidade Amuralhada – Cartagena das Índias, Colômbia.

O que esperar de Cartagena? Espere por cenários contrapostos: é caminhar pelas ruas de paralelepípedo da cidade amuralhada e voltar no tempo, com suas casinhas coloridas do período colonial e fachadas floridas e, perder-se por sua parte moderna e futurista com arranha céus, prédios altos, estruturados e espelhados. É curtir a visão do mar pelos bares que proporcionam sunsets incríveis e molhar os pés nas águas verdinhas caribenhas das ilhas próximas à cidade!

Aqui Vai o check list de tudo que você precisa saber antes de ir:

1) CHEGANDO EM CARTAGENA

2) CLIMA EM CARTAGENA

3) TRANSPORTE E TRÂNSITO

4) SEGURANÇA 

5) HOSPEDAGEM

6) DINHEIRO E GASTOS

7) VERDADE QUE NINGUÉM CONTA: Segurança segundo minha vivência.

Depois disso já podemos começar a roteirar! Bora lá:

1) CHEGANDO EM CARTAGENA:

O aeroporto de Cartagena é muito pequeno, não tem super estrutura, não! Inclusive, a praça de alimentação se resume a duas ou três lanchonetes. A localização é perto da cidade, em questão de 20 min. você já estará em seu hotel (Cidade Amuralhada). Claro, se não for horário de pico.

DICA: A Colômbia tem uma cia low cost, Viva La Colômbia, que permite a você viajar entre as cidades gastando pouco. Os principais voos são entre Bogotá e Cartagena (aprox. R$ 340,00 ida e volta), e Cartagena à San Andres R$ 120,00/200,00 o trecho). Segue o site: https://www.vivacolombia.co/ .

Não se enrole ao pegar as malas e partir logo, apesar de não receber muitos voos, a fila para pegar o táxi fica bem grandinha e você acaba perdendo bastante tempo aguardando a sua vez. Eu demorei quase 40 min pra pegar o meu.

DICA: Os táxis tem preços justos no aeroporto, por incrível que pareça! Fiquei hospedada  dentro da Cidade Amuralhada e me cobraram 12 reais a corrida. (Somente no aeroporto, fora de lá, negocie).

Outra coisa importantíssima: para quem vem de voos internacionais é OBRIGATÓRIA a apresentação do certificado internacional de vacinação da Anvisa, com a vacinação contra a febre amarela. Esteja com a sua carteirinha em mãos.

2) CLIMA EM CARTAGENA: 

Cartagena das Índias fica próxima à linha do Equador e é uma cidade banhada pelo mar, ou seja, cidade litorânea. As temperaturas aqui são tropicais e os dias e as noites são quentes e abafadas o ano todo. É comum ocorrerem chuvas fortes e passageiras ao fim da tarde ou ao anoitecer entre os meses de maio a novembro. Mas independente disso, não há um mês ruim para visitá-la.

fachadas típicas cartagenenses.

As médias de temperatura anual é de 27ºC, mas não acredite nisso! A sensação térmica é muito maior! DICA: entre os horários de 12:00 h e 13:00 h não faça passeios em lugares abertos. Leve roupas leves, arejadas e confortáveis. O sol e o calor é realmente intenso.

3) TRANSPORTE e TRÂNSITO: 

O trânsito é caótico! Terra de ninguém, os carros são todos batidos e ninguém respeita a sinalização. Conversões perigosas e proibidas são feitas o tempo todo. Então, eu não arriscaria alugar um carro! Até tentei pensar na opção de alugar uma moto, mas realmente não encontrei nenhum lugar que disponibilizasse esse serviço, ainda bem!

Quanto á cidade amuralhada, nem se preocupe com transporte. Ela é pequena e você fará tudo a pé! Particularmente, acho que nem precisa de mapa para se locomover lá dentro, é só perguntar aos locais as direções e pronto (Olha que eu sou a louca dos mapas e a pessoa mais perdida do mundo! Acreditem em mim). Mas se preferir, DICA: no aero tem mapas do centro histórico com os pontos turisticos disponibilizados de graça.

Vielas de Cartagena: andar e perder-se entre elas é obrigatório! Acreditem!

Fora isso, sua locomoção será principalmente de táxi, os preços não são caros e tudo é negociável. Para lugares próximos a média de preços é R$ 5,00 ou R$6,00 (Sempre bem negociadinho). Os táxis tem taxímetros mas ninguém usa, então, nem adianta falar para vocês pedirem para ligá-lo. Isso é um fato! Obs: não há o serviço de Uber.

DICA:Para quem pretende sair da cidade amuralhada e passear nos arredores da cidade, existe um ônibus turístico, que te dá direito a dois dias (subsequentes) de passeio.  Esse ônibus o levará para os principais pontos turísticos além das muralhas. Assim, você não precisa ficar se preocupando com táxi e, pode descer e subir quantas vezes desejar.  Segue o link: https://city-sightseeing.com/en/15/cartagena . O custo é de U$ 23,00. ( Além disso está incluso o ticket do Castelo de San Filipe de Bajarás, aprox. R$ 17,00).

4) SEGURANÇA EM CARTAGENA:

Eu resolvi falar aqui o que eu vivenciei em Cartagena: A cidade é segura? Bom, segundo a maioria dos blogs é, sim. Vivenciando o dia a dia? Não muito! A verdade é que a cidade amuralhada é segura mas não é o paraíso. Estamos acostumados com o Brasil: presenciamos ou escutamos muitas coisas sobre roubo e violência e, talvez, comparando algumas cidades com Cartagena, ela seja segura.

A cidade amuralhada é mais segura que os demais locais, principalmente porque aqui o turismo é intenso e por consequência, o policiamento nas ruas é reforçado. Mas você escutará o tempo todo dos locais o pedido de cuidado e alertas com a segurança. Os comerciantes prezam e respeitam muito o turista.

As muralhas são o limite e dentro delas , pode-se ficar tranquilo, apenas não se deve esquecer dos cuidados básicos de segurança como em qualquer outro país! Fora delas, principalmente o entorno, quase não tem lugares turísticos e eu não me senti nem um pouco segura caminhando por lá. DICA: não caminhe sozinho ou em poucas pessoas por fora da muralha, prefira um táxi, mesmo a curtas distâncias. (logo abaixo vou colocar as situações que eu passei por lá, e assim, vocês decidem o que fazer e o que pensar sobre a situação, ok?)

Muralhas de Cartagena. Além das muralhas vem a cidade e o mar.

Dentro das muralhas precisamos ficar atentos, pequenos furtos acontecem diariamente. É bom ter cuidado com o celular, passaporte e equipamentos eletrônicos.

A verdade é que a população cartagenense é muito pobre. Muito mesmo! E, apesar de tudo, a violência e o roubo é uma realidade constante no país inteiro. Estamos falando de América Latina, né? A população passa entre ela por conflitos civis que já duram anos.  Então, têm áreas que devem realmente serem evitadas. Mas a maioria delas está até fora de cogitação para o turismo. Acredito que em relação a isso, não temos que nos preocupar.

5) HOSPEDAGEM: 

Existem 3 pontos principais de hospedagem em toda Cartagena:

1) Cidade Amuralhada:  Esse é o lugar mais procurado dentre os turistas e viajantes, pois, além de ficar no centro histórico da cidade,  a maioria dos pontos turísticos se encontram aqui. O lugar é mais badalado, tanto no dia quanto à noite e tem a maior disponibilidade de bares e restaurantes.

Hard Rock Café , Cartagena das Índias.

2) Getsemani: Antigamente, no período de colonização, este era o bairro escravo de Cartagena das Índias. Fica fora da cidade Amuralhada, é conhecido pelos muros grafitados, bares baratos e baladinhas alternativas. Esse Bairro é mais em conta que os demais, é considerado o bairro do mochileiros.

Getsemaní – Antigo bairro escravo. Cartagena -CO.

3) Bocagrande: Essa é a área mais moderna da cidade, com grandes hotéis e suas infinitas infra- estruturas. Tem a maior concentração de lojas e comércio,  para quem gosta de conforto é o ideal. Além disso, tem a maior proximidade com as praias de Cartagena, para quem quiser curtir um por do sol na areia é super indicado.

Só saibam que Cartagena, apesar de ser banhado pelos mares caribenhos, tem a areia e agua do mar escuros. As melhores praias ficam afastadas e tem que ser acessadas por barcos ou até mesmo transporte terrestres.

Bocagrande ao fundo! Prédios e Construçoes modernas.

6) DINHEIRO E GASTOS:

O dinheiro na Colômbia é o Peso Colombiano (COP), e é o dinheiro oficial. Você não usará dólares aqui, mas em compensação há casas de cambio espalhadas por toda a cidade amuralhada e vários caixas ATM, para fazer saques no VTM (Visa Travel Money) e no cartão de crédito.

A conversão é parecida com o real, use o Bacen Conversor de moeda para ter ideia dos valores:

http://www4.bcb.gov.br/pec/conversao/conversao.asp

A verdade é que Cartagena não é cara! Organizando bem os gastos, dá tudo certinho! Vamos lá:

  • Refeições: de R$ 40,00 a R$ 70,00
  • Cerveja: R$ 4,00 a R$ 8,oo
  • Entradas dos passeios: média de R$ 15,00 a R$ 20,00
  • Táxi: média de R$ 6,00 a R$ 8,00 ( corridas próximas)

7) VERDADE QUE NINGUÉM CONTA: Segurança segundo minha vivência.

Aqui vai o que eu presenciei, baseado nas minhas próprias experiências:

1)HOTEL: Meu hotel ficava entre as aberturas da muralha, do lado oposto ao mar. Essa divisa ficava entre a cidade amuralhada e a cidade convencional. Ia caminhar até o centro e fui altamente recomentada a não fazer isso. Bom, no retorno o taxista veio me desencorajando a andar por lá, apontando para as pessoas na rua e dizendo ” personas malas, ratos!”. Eu pensei comigo mesma, credo! Quanto preconceito! Quando eu entrei na rua do meu hotel, tinham 3 policiais prendendo um rapaz. NA FRENTE DO MEU HOTEL.

2) CASA DE CÂMBIO:  Na hora de fazer o câmbio, principalmente, preste muita atenção. Dentro da muralha existem diversas opções, mas infelizmente, não há um estabelecimento fechado que você entre para trocar o dinheiro. Isso tudo é feito na rua mesmo. Eu fui trocar meu dinheiro, escutei um local falando ” Atento a Chica!” (ou alguma coisa assim), foi tipo ” ela está trocando dinheiro’, tinham duas pessoas, que pareciam estar me esperando sair dali. Eu as olhei e mostrei que os vi. Tinham dois brasileiros que iam trocar dinheiro também que observaram a situação, além de me avisar, me esperaram para que eu pudesse sair junto com eles. Acabou não acontecendo nada, graças! Mas, enfim, todo cuidado é pouco.

3) CASA DE CÂMBIO FORA DAS MURALHAS: Precisei trocar dinheiro fora das muralhas, a noite. Solicitei um táxi ao meu hotel, o rapaz me levou em um fim de mundo trocar dinheiro. Desconfiei e fiquei com medo, ele disse que iria ficar me esperando fazer o câmbio. Bom, a verdade é que ele ficou tão preocupado em me deixar lá que me esperou voltar e ainda solicitou a um policial que me acompanhasse. Deu tudo certo novamente.

4) MERCADO BAZURTO: O Mercado Bazurto é destinado apenas a locais e lá você realmente pode presenciar o dia a dia dos colombianos, triste na realidade (Coloque no goolge e veja as imagens). Em nenhum lugar eu li que lá era perigoso. Gente! As pessoas me imploraram para não ir até lá. No meu hotel eles foram categóricos. Teimosa, entrei no táxi e pedi para que ele me levasse. A reação do motorista foi a mais honesta que eu já vi até hoje: ” Moça, a senhora me desculpe, mas não irei te levar até lá. É realmente perigoso e você não conseguirá nem táxi para retornar. Se quiser posso te levar a um shopping que fica 5 quadras daqui, se não, sugiro que você fique por aqui na cidade amuralhada mesmo”. ( Ele perdeu a corrida que daria quase 40 min).

E aí? Gostou das dicas sobre o que fazer em Cartagena? Vem comigo que tem muito mais!

O que fazer em Cartagena das Índias:

https://dcpm.com.br/o-que-fazer-em-cartagena-das-indias/

Gente de Mar, uma ilha caribenha pertinho de Cartagena

https://dcpm.com.br/gente-de-mar-uma-ilha-caribenha-pertinho-de-cartagena/

Libriana, concursada e maluca por viagens! Ama sua mochila e não dispensa um carimbo no passaporte! Meta de vida é dar a volta ao mundo. Quer estar em cada pedacinho dele. Trintona, não pensa em casar e ter filhos. Só pensa em viajar! Gosta de gente e não dispensa uma boa festa. Cômica ,falante e muito direta! Quer incentivar as pessoas a tomarem coragem e meterem a cara nesse mundão! Afinal, a vida está lá fora! BORA! @aninha_rnct