Mundo

Caminho alternativo para Machu Picchu: Van + Trilha da Hidrelétrica

Bora lá, caroneiros! A dica de hoje é um dos caminhos alternativos para chegar  à Machu Picchu!

Essa opção está caindo cada vez mais no gosto dos viajantes, e mochileiros em geral, que estão em busca de economizar um pouco mais na viagem! Você pode ir até a estação de trem da hidrelétrica de van e depois fazer a trilha da hidrelétrica até Águas Calientes.

Essa alternativa mochileira é aquela do tipo que garante uma aventura e muitas histórias para contar! É tudo sem frescura e com alguns perrengues, mas igualmente gratificante pela paisagem da trilha!

Optar pela dobradinha “van + trilha” da hidrelétrica não é uma opção apenas dos peruanos, que comumente já usam essa rota. Agora ela também é uma das alternativas para os turistas, que fazem esse caminho seguindo a pé pela linha do trem, que sai da estação da hidrelétrica e vai até Águas Calientes.

A seguir apresentamos duas formas para você planejar sua ida à MP, fechando com agências um pacote básico ou fazendo todas as contratações dos serviços separadamente.

1) Van + Trilha da Hidrelética: fechando com agências

Se essa alternativa será a escolhida por você, garanto que a mesma agência que vende o pacote tradicional para Machu Picchu também poderá vender esta opção mais barata.

O pacotão básico será:

  • Guia: terá um guia bilíngue quando você chegar na estação de trem da hidrelétrica, ele dará as instruções para você fazer a trilha e te esperará lá na pracinha de Águas Calientes (quando comprei o pacote, jurava que o guia seguiria a pé conosco… quanta inocência!! kkkk). O mesmo guia aqui será o seu guia no Parque.
  • Transporte: 1) de van ida e volta, com saída desde Cusco até a estação de trem na hidrelética, com parada em Santa Teresa para almoço. 2) bilhete de trem na volta de Águas Calientes. Esse é opcional, porque você pode voltar a pé, da mesma forma que foi… rsrs vai depender da sua disposição depois de passear por Machu Picchu, que rende muitas caminhadas!
  • Ingressos de entrada à Machu Picchu: tem tikets de entrada em Machu Picchu  convencionais e para estudantes, se você for um, negocie esse direito! Quando chegar em Águas Calientes, o guia vai solicitar algum documento de identificação para poder comprar/buscar seus ingressos.
  • Hospedagem em Águas Calientes: uma noite em hostel em quarto compartilhado.
  • Refeição: você pode negociar se terá almoço incluído em Santa Teresa e o jantar em Águas Calientes, e ainda, o café da manhã no dia seguinte quando for à Machu Picchu. Esse café da manhã será uma “marmitinha” que te darão cedinho, com cereais, iogurte, uma fruta e um pão peruano.

Importante: não perca seu guia de vista no dia que você chegar em Águas Calientes. É essencial que ele te entregue de volta seus documentos e os seus ingressos.

Isso porque os guias marcam com os visitantes um horário super madrugadão, por volta das 04:30 h no portão de acesso do parque, para que consigam chegar cedo em Machu Picchu, fazer a visita guiada de 2h, e depois deixarem o grupo livre para explorá-lo.

Ir a pé de Águas Calientes até MP é mais para a galera “roots”,  que opta por ir caminhando, do portão de entrada de MP até lá em cima! Se você der sorte, pode pegar o nascer do sol no caminho, caso contrário, muita neblina…

A caminhada é íngreme e deve ser realizada sem pressa, a subida leva em média 1h30min. Mas você pode incluir no seu pacote o bus que leva até lá e depois regressa, ao custo total de US$ 24,00.

Na minha negociação, o pacotão saiu por 365,00 soles, e incluiu: o transporte de van ida e volta até a hidrelétrica, as refeições (jantar em Águas Calientes e café da manhã), hospedagem em quarto quádruplo, ingressos para MP com guia de apoio na hidrelétrica e em MP, e o bilhete de trem de volta de Águas Calientes até a hidrelétrica.

A saída de van de Cusco é por volta das 08:30 – 9h da manhã e terá duas paradas “oficiais”. A primeira é em um restaurante no meio do nada, na estrada, onde a galera pode se esticar um pouco, tomar chá, fazer algum lanche, e usar os banheiros. A segunda parada já é em Santa Tereza para o almoço, por volta das 13h. E o prato executivo custa em média de 20,00 soles.

Atenção: o caminho da estrada possui muitas curvas em “U” o que pode causar muito enjoo durante o deslocamento, sugiro fortemente tomarem algum remédio para o estômago.

Na nossa ida, uma moça passou muito mal, e ainda nem tínhamos chegado na parte das curvas… demos a ela nosso dramin e ela ficou bem. Já um outro rapaz conseguiu concluir a leitura do seu livro… tá vendo?! Cada organismo com seu ritmo…rsrs!

A chegada na hidrelétrica para iniciar a trilha começa as 15h e você irá num ritmo nem muito devagar, mas também não muito corrido, levará cerca de 2h a 2h30min. Você encontrará muitos andarilhos :), não precisa ter medo! E claro, aproveitar a paisagem que já vai te conectando com a magia que envolve MP.

Dica: Assim que iniciamos a caminhada seguindo o trilho do trem, você verá algumas placas que indicam os atalhos, que estarão bem marcadas. Seguindo as placas você economizará alguns passos… O atalho é uma subida mais íngreme, vá no seu tempo e conseguirá subir sem maiores problemas :)!

Quando você chegar em Águas Calientes, bem no final da tarde ou início da noite, o guia estará lá, esperando pelo grupo, para repassar as informações do endereço da sua hospedagem, horário e o local do jantar. Caso seu pacote não inclua o jantar, ele poderá indicar locais com menus mais favoráveis, dará as instruções para entrega dos bilhetes de entrada do parque e demais informações sobre o dia seguinte que será o passeio por MP.

 

 

Trilha da Hidrelétrica – seguindo pelo trilho do trem + Rio Urubamba

2) Van + Trilha da Hidrelética: indo por conta própria

É possível fazer todo o trajeto por conta própria, você será responsável por contratar os serviços diretamente.

  • Ingressos para MP: você pode conferir as dicas do post Machu Picchu: a Cidade Perdida dos Incas. Como chegar? Dicas e Gastos e descobrir as formas de aquisição do seu ingresso.
  • Transporte: 1) Van: estando em Cusco você pode pedir informações no seu hostel/hotel de onde saem as vans para a hidrelétrica, e a viagem ida e volta pode sair por 60,00 soles. 2) Micro-ônibus: quando estiver em Águas Calientes você pode comprar o bilhete para subir até MP de bus, ao custo de U$ 12,00 (o trecho), ou ainda, comprar a ida e volta por U$ 24,00. 3) A pé: os trechos de pernada são: da hidrelétrica até Águas Caliente e também o trecho de Águas Calientes até MP, caso não queira ir de micro-ônibus.
  • Hospedagem: neste outro post #5 Quero viajar e agora? Escolhendo sua hospedagem você tem muitas dicas de como fazer a reserva da sua hospedagem, e para o caso de Águas Calientes há boas opções de hostels, em que os valores variam a depender do tipo de quarto escolhido, então seu bolso será seu guia :)!
  • Refeições: a medida que forem ocorrendo as paradas da van, você pode negociar diretamente qual menu irá apreciar.
  • Guia: quando chegar lá em MP, haverá muitos guias credenciados que você pode contratar diretamente pelas 2h de passeio lá no Parque. O guia pode inserir você em grupo ou você pode solicitar um tour privativo. E o valor do serviços pode variar de 30,00 a 50,00 soles. Veja mais informações nesse site https://www.ingressomachupicchu.com/guiado-machu-picchu/

Essa opção “self-service” ainda não é muito procurada pelos viajantes de primeira viagem, mas vocês já conseguem verificar que MP está cada vez mais possível!

É isso, caroneiros de plantão! Bom planejamento para vocês e até o próximo post!

 

Acreana, funcionária pública, professora, viciada em viagens, e agora, de carona pelo mundo :)

%d blogueiros gostam disto: