Agência DCPM
22 de maio de 2018

7 Sinais de que viajar se tornou seu maior vício

Você já parou para pensar que viajar está se tornando viciante? Não? Então comente no post quantas dessas coisas você já fez ou faz atualmente.

1. Sua relação com o dinheiro mudou drasticamente

Cento e cinquenta reais numa calça nova? Deus me livre, não preciso.
Passagem em promoção? Cadê meu cartão de crédito?

2. Geografia e história tornaram-se assuntos interessantes

E você se arrepende de não ter prestado mais atenção nas aulas do Ensino Médio. Afinal, não faz sentido desbravar o mundo sem entender um pouquinho que seja de suas culturas. Sua sede de conhecimento passou a ser alimentada com muito mais frequência.

Via: Giphy

 3. Você encara situações antes inimagináveis

Medo passa a ser uma palavra cada vez mais rara no seu vocabulário. Viajar sozinho pra um país que você não domina a língua, pegar carona com um desconhecido, comer naquele restaurante suspeito… Você sabe que, mais cedo ou mais tarde, tudo vira história e não quer desperdiçar nenhuma sequer.

4. Você já manja dos macetes para economizar

Os melhores dias e horários para comprar passagem, os principais sites e apps com promoções, os programas imperdíveis e os engana-turista. Você pesquisa tanto, mas tanto, que viajar economizando passa a ser uma meta – e se torna tão prazeroso quanto a viagem em si.


Veja também:

Qual é o seu tipo de viajante?
50 frases para arrasar na legenda das suas fotos
35 tatuagens para quem ama viajar 
7 destinos brasileiros para solteiros
11 motivos para não namorar uma mochileira


5. Você se tornou minimalista

Já era a época em que você precisava de ajuda pra carregar a(s) mala(s) e fazia, pasmem, compras para a viagem. Hoje em dia você se deu conta do quanto mais fácil é arrumar a bagagem se não levar coisas desnecessárias. Você aprendeu a se virar com o essencial

e acha o máximo poder carregar a casa nas costas se precisar.

(Via: Pixabay)

6. … E, consequentemente, muito menos fresco(a)

Não é que você não goste mais de luxo e conforto. É só que agora vê vantagem em ficar em hostel (gente nova pra conhecer!) e não vê mais problema em passar uns dias a base de sanduíche se isso significar esticar a permanência naquela praia paradisíaca.

7. Quando as férias acabam, você conta os feriados

Meu bem, se 30 dias ao ano são pouco pra você e cada diazinho livre é aproveitado para dar uma escapada para um lugar novo, muitas vezes planejando antes mesmo do ano começar… Bem-vindo ao time dos loucos por viagem!