Turismo

#2 Quero viajar e agora? Outras maneiras de rastrear passagens

Mesmo depois de rastrear muito, o SEU DESTINO ESTÁ COM AS PASSAGENS CARAS? E AGORA? Calma!!! Nem tudo está perdido!!! Ainda restam quatro (e igualmente boas) maneiras alternativas para você, que não conseguiu encontrar as passagens naquele precinho amigo pelos métodos convencionais.

E eu sou muito recorrente em todas essas opções! Vamos lá:

1) Alterar o aeroporto de partida: aeros que a passagem ficam mais em conta. 

2) acompanhar promoções via app: apps que disparam passagens promocionais.

3) Chegar ao destino por uma cidade ou país próximos: alterar o local de chegada.

4) Utilizar pontos: voando com pontos ou pontos + dinheiro.

Reforço que para aqueles que têm datas marcadas para as passagens, a vida fica um pouquinho mais difícil. Afinal, flexibilizar datas atrás dos melhores preços aqui, estão fora de cogitação . Mas nada é impossível! Bora:

1) AEROPORTOS QUE AS PASSAGENS FICAM MAIS EM CONTA

Simmm!!! Isso acontece bastante! O Brasil é um país enorme e alguns aeroportos não recebem voos internacionais de todas as companhias aéreas. Selecionar um voo a partir do aero que sai essas cias pode deixar sua passagem bem mais em conta! (Isso pode ser pensado para aqueles destinos brasileiros de difícil acesso também, viu?).

Nesse sentido, você pode economizar um bom dinheiro pelos trechos que ficarão de fora da conexão. Depois, você terá o trabalho de cotar passagens dos aeros da sua cidade até o aero de partida, ou ainda, arranjar outro meio de transporte até lá. Acredite! Muitas vezes sai bem mais barato!

DICA: o aeroporto de Guarulhos em São Paulo (GRU), Galeão no Rio de Janeiro (GIG), o Guararapes em Recife (REC) e o Eduardo Gomes em Manaus (MAO) costumam ser os mais barateiros. São base de partida de muitas das operadoras e, por consequência, a maioria das passagens que saem deles são mais em conta.

E por que isso, Ana? Oras! Se a Copa Airlines, por exemplo, não tem o voo que sai de Curitiba e eu sair daqui (sou curitibana), eles terão que trabalhar em parceria com outras companhias e garantir o meu voo em conexão até o aeroporto deles.

O que você precisa analisar é para onde você quer ir de fato e qual o valor das passagens ou do transporte para chegar ao aeroporto de partida, por conta. Cote tudinho para ter uma ideia.

Com relação àqueles que irão às compras, temos o problema da bagagem em voos nacionais. A quantidade de malas e o peso é diferente em relação aos vôos internacionais. O bom é que agora, com essa nova regra tarifaria, temos a opção de adicionar malas por uma taxa adicional.

A louca das compras, indo ao outlet com malas. Primm/Las Vegas, Nevada.

Recomendo que entre no site das cias aéreas brasileiras de sua preferência e verifique a política de bagagens! Eu, por exemplo, costumo viajar de malas vazias e voltar de malas cheias, então na ida não preciso gastar com bagagem e na volta contrato malas adicionais.

Outro ponto negativo: se houver atrasos da cia até o aeroporto de partida, quando comprados à parte, pode ocasionar a perda do seu voo internacional. Certifique-se de comprar passagens com folga de horários.

DICA:  compre voos com NO MÍNIMO duas horas e meia de diferença entre eles. É preferível tomar um chá sentado no aeroporto à perder a sua viagem, e ainda mais, se houver malas despachadas! Pense que você terá que fazer o check out da bagagem e, novamente, o check in.

DICA:  tome cuidado redobrado quando o aero for grande! Em GRU, por exemplo, com a abertura do terminal 3 , ficou uma loucura. A maioria dos voos internacionais saem de lá e é muito longe dos portões domésticos! Coloque, no mínimo, 20 minutos de caminhada com passadas rápidas e sem malas.

2) APLICATIVOS QUE DISPARAM PASSAGENS PROMOCIONAIS

Esses aplicativos são a coisa mais linda que um viajante pode ter em seu celular!

Meus apps de viagem.

A maioria dos sites de busca disparam e-mails com os valores das passagens quando você ativa essa ferramenta, informando sobre a baixa ou o aumento dos preços das tarifas diariamente. Os que eu mais uso são: Skyscanner, Trip Advisor e o Decolar. É bom, mas não é o ideal.

Essa pode ser uma boa alternativa para quem tem datas fixas, mas para quem tem flexibilidade, falta informações! Por que, Ana? Bom, quando você ativa o radar, tem que escolher uma data específica e o site obedece! Isso significa que não há a cotação de outros dias e às vezes, o dia posterior ou anterior às datas escolhidas podem estar bem mais em conta!

Então eis que vem os aplicativos! Eles são gratuitos e tem a função de informar ao usuário as passagens promocionais do dia. Quando você habilita as mensagens, estas aparecem na tela do seu celular. Você só tem o trabalho de acompanhar.

DICA: Os dois apps mais utilizados por mim são: Melhores Destinos (que tem a ferramenta de filtros) e o Passagens Imperdíveis. Como funcionam? Quando o app encontra um destino com valores em conta, são disparadas mensagem ao usuários que possuem os apps com: o lugar, o valor, as datas e condições de pagamento.

Assim, quando chegar a informação sobre aquele lugar que você quer ir, é só acessar o link e acompanhar as datas disponíveis. Ex: “Imperdível, passagens para a China, com várias cidades destinos, saindo de São Paulo, por R$ 2.890,00. Voos à partir de fevereiro, voando até Outubro”

Ao acessar o link, vão ter as datas disponíveis: “7 dias em Pequim, de 1 de abril a 7 de abril” .  E assim aparecerá uma lista, com vários dias e várias datas.

DICA: Aqui vai a minha jogada! Vou dar um exemplo real para mostrar como encaixo as datas: Eu sempre viajo em maio, então procuro todas as passagens que tem data de ida e volta em Maio.

Observe que as datas são elencadas:

Melhores Destinos – Site que eu mais uso para encontrar passagens.

Se para você estiver ok, compre a data que te agrada! É só clicar no link e faturar as passagens.

Eu, geralmente, faço um mix. Essas datas todas que aparecem acima são as tarifas mais em conta. Significa que você mesmo pode escolher (dentre as elencadas) a sua data de ida e, nada impede de você escolher (dentre as elencadas na volta) uma outra delas como sua data da volta.

Vamos lá, montar uma trip de mais ou menos 20 dias :                                                                                                          Data de ida: 02/05 (na primeira linha)/ Data de volta: 23/05 (na terceira linha)

E aí, o que eu faço? Eu clico em cima de qualquer uma das datas para que me direcione para o site, lá eu altero as datas para aquelas que eu escolhi e Tchan! Tchan! Dá certo! E dá mesmo! Mas fique esperto! Essas tarifas se esgotam muito, muito rápido mesmo. Quanto mais em conta, mais rápido de vender!

Agora vamos falar de dois probleminhas: a paciência, oh yes! Você tem que esperar que o seu destino esteja na promoção. Tem vários destinos MESMO, apesar de os mais comuns serem os países tradicionais da Europa e os EUA. E o outro: a sorte! Porque pode acontecer de não aparecer o destino enquanto você espera ou aparecer e não ter o mês que se está esperando.

3) CHEGAR NO DESTINO POR UM PAÍS ALTERNATIVO OU CIDADE ALTERNATIVA

Quando não conseguimos chegar pelo país que queremos porque os custos estão acima do planejado, podemos tentar chegar por uma cidade alternativa ou país próximo! E muitos países contam com companhias MARAVILHOSAS aéreas de baixo custo: as “low cost”.

Não tenha vergonha de abrir o mapa! Vá ao google e pesquise quais as cidades de aeroportos do país que você quer chegar. DICA: geralmente, as principais cidades tem o preço mais em conta (obviamente pelo maior fluxo aéreo). Ache quais são e o nome do aeroporto.

foto pixabay

Se o preço estiver realmente melhor, descubra quais os meios de locomoção pra se alcançar o destino desejado. Às vezes tem trem, às vezes alugar um carro pode ser uma boa opção. Descubra se tem “low cost” nesse país e cote! Muitas vezes estamos correndo contra o relógio e o custo benefício de um voo acaba sendo bem melhor.

Caso não tenha dado certo essa cotação, por que não chegar por um outro país? Abra novamente o mapa e veja quais os países próximos e comece a brincadeira de cotações novamente. As low costs estão presentes em diversos países, mas em destinos como Europa e Ásia são mais comuns.

Credo! mas viajar de Low Cost? HÁ! Acreditem, muitas delas tem aviões melhores que as nossas frotas! E além de tudo, os voos costumam ser rápidos. Outra coisa: estou viajando com malas e agora? Você compra adicional de malas! Isso encarece o preço da passagem, assim o  “Comfort seat” (assento mais espaçoso) e lanchinho!Cota lá!

4) VIAJANDO COM PONTOS ou PONTOS + DINHEIRO

Ah, meu Deus! Adoro esse assunto! Se você têm pontos dos programas de fidelidade acumulados, essa é a hora! Existem diversos programas aos quais você pode transferir aqueles pontos do cartão de crédito que são convertidos em milhagens para viajar. Eu já usei a Smiles (GOL), a Azul e o Multiplus (Latam) mas tem o DOTZ, também.

Meu queridinho, disparado, é a Multiplus e é dela que eu vou falar! Por que  Multiplus? Pela quantidade de destinos que ela oferece, afinal a linha aérea da Latam r psrceiros é muito mais estendida que as demais e têm muito mais voos disponíveis também.

Tem a opção linda do “pontos + dinheiro”, que te deixa acrescentar dinheiro quando os pontos não são suficientes.

DICA: olhando pela proporção,  muitas vezes vale a pena usar  Pontos+Dinheiro à faturar a passagem toda com pontos. Siim! Porque os pontos abatem o valor e isso faz com que o ticket fique baratinho, baratinho. Assim, você não torra todos os seus pontinhos e ainda consegue parcelar em 5x .

Outra coisa linda: as taxas são parceladas juntas com o valor da passagem e não são pagas à vista, como no bilhete convencional.

Exemplo: Simulei GRU – UIO (Quito, Equador) no app da Multiplus. Para ir somente com pontos, seriam necessários 30 mil pontos por trecho + taxas.

Já, com Pontos + Dinheiro ficou assim:

Simulação realizada com Pontos+ Dinheiro no app Multiplus.

O total, com taxas ficou 1.329,00 em 5x de 265,80.  Importante: as taxas não são isentas nem quando você paga tudo com pontos.

Quando busquei no Skyscanner, encontrei preços parecidos  com esse, a diferença é que a Copa Airlines não parcela a passagem e, as taxas são pagas à vista junto com a primeira prestação do bilhete.

Simulação no Skyscanner

E aí? Gostou dessas dicas?  Tenho essas e muito mais! Veja os meus Guias de viagem!

Quero viajar e agora? Rastreando passagens aéreas:

https://dcpm.com.br/1-quero-viajar-e-agora-como-rastrear-passagens-aereas/

Quero viajar e agora? Destino, clima e segurança:

#3 Quero viajar e agora? Destino, clima e segurança.

Quero viajar e agora? Planejando gastos

https://dcpm.com.br/4-quero-viajar-e-agora-planejando-gastos/

 

Libriana, concursada e maluca por viagens! Ama sua mochila e não dispensa um carimbo no passaporte! Meta de vida é dar a volta ao mundo. Quer estar em cada pedacinho dele. Trintona, não pensa em casar e ter filhos. Só pensa em viajar! Gosta de gente e não dispensa uma boa festa. Cômica ,falante e muito direta! Quer incentivar as pessoas a tomarem coragem e meterem a cara nesse mundão! Afinal, a vida está lá fora! BORA! @aninha_rnct